Banner

Vítimas do temporal visitam condomínio no bairro de Nossa Senhora do Carmo em Duque de Caxias

residencias.jpgbcmMoradores de Xerém visitam imóveis oferecidos pela Prefeitura no bairro Nossa Senhora do Carmo.

O prefeito de Duque de Caxias, Alexandre Cardoso, acompanhou na manhã deste domingo (27/1), a visita de cerca de 100 moradores do quarto distrito que perderam seus imóveis no temporal do dia 3, ao condomínio Bolzano, no bairro Nossa Senhora do Carmo. O objetivo era que estas pessoas conhecessem o local e vissem como uma opção de moradia imediata oferecida pela Prefeitura. O condomínio faz parte do projeto do governo federal Minha casa, minha vida.

Segundo Alexandre Cardoso, ninguém está obrigado a aceitar esta proposta da Prefeitura.

"A nossa proposta é que estas pessoas conheçam o projeto e avaliem se têm interesse em adquirir um dos apartamentos que foram disponibilizados pelo governo federal para aqueles que perderam suas casas no temporal", explicou.

O prefeito que estava acompanhado do gerente da agência da Caixa Econômica Federal (CEF), Marcos Paiva e dos engenheiros Flávio Gonçalves e Anderson Oliveira, responsáveis pela obra, disse que os idosos terão prioridade na aquisição dos imóveis térreos e que dois por cento dos apartamentos são adaptados para deficientes físicos.

Os apartamentos oferecidos pela Prefeitura de Duque de Caxias, na Estrada do Calundu, no bairro Nossa Senhora do Carmo, segundo distrito, têm dois quartos, sala, cozinha, banheiro, possui área de lazer e estacionamento. O condomínio será entregue dentro de dois meses. Os desabrigados que foram cadastrados pelas secretarias municipais de Assistência Social e de Defesa Civil, que não tiverem renda, irão pagar uma prestação no valor de R$ 25. Para quem tem vencimentos, ira desembolsar cinco por cento de sua renda.

Decisão

Entre os moradores que estão desabrigados pelas chuvas está o casal Paulo Sergio Santos de Souza e Liane Nunes da Silva. Os dois gostaram do apartamento. "Se pudesse me mudaria hoje mesmo. Minha casa construída na beira do rio foi levada pelas águas. No momento estou morando na Vila Cruzeiro, na Penha, com parentes, em uma casa com dez pessoas. Outra vantagem é que tem transporte para o Centro de Caxias também para o Rio", disse Paulo Sergio.

A aposentada Adelina Rosa, 80 anos, aproveitou a oportunidade para visitar o condomínio junto com a amiga Eloisa Emílio, que a abrigou depois que casa da idosa foi demolida, por correr risco de desabamento. "Ela disse que queria ficar em Xerém por causa dos amigos. Disse para ela que muitos virão para o condomínio e ela poderá visita-los com frequência. Acho que consegui convencê-la", garantiu Eloisa Emílio.

Asscom PMDC